sexta-feira, 27 de agosto de 2010

hasta (;

Ultimamente, na minha vida, tem sido apenas falsos/as, acreditem, estou farta disto. Farta daquelas pessoas que se riem comigo, que sorriem comigo, que falam comigo, que dizem ser felizes comigo, que dizem que lhes sou importante, que vou ser para sempre, farta daqueles que dizem que me amam … Estas que quando viram as costas, quando se juntam a outros, e até quando chegam às lindas redes sociais, limitam-se a rir-se de mim, falarem de mim, dizerem não precisar de mim, dizerem que sou indiferente, dizerem que me odeiam. Foi preciso muito tempo, foi preciso errar muito, deixar de ouvir quem realmente tinha razão, mas agora eu tenho uma conclusão, sei que muitos podem não gostar, mas a mudança, não fez nem nunca vai fazer mal a ninguém, por muito má que ela seja. Mudei… Deixei de ser aquela “santinha” que era, deixei de ter medo dos outros/as, deixei de guardar as mágoas e problemas só para mim (porque sei que tenho com quem partilhar), deixei de ser aquela miúda com mania, deixei todos os preconceitos de lado, deixei de dar importância a quem não merece, passei a ter determinação, passei a ter um bocadinho de gosto na vingança, a manter as minhas próprias ideias, a ter os pés bem assentes na terra, deixei de ser uma tonta que andava sempre com a cabeça na lua, amadureci, aprendi o verdadeiro sentido da palavra amar, sei que um “amo-te” não se deve dizer assim da boca para fora, e não é a qualquer um/a.
É como uma vez me disseram: “Sarinha, estás a crescer, está a tornar-te mulher, por isso muda, muda que só te irá fazer bem, e olha, não ligues às pessoas preconceituosas, porque essas não têm noção do verbo “viver”.”
É isto que vou fazer, mudar, vou aproveitar agora o início do novo ano para conhecer novas pessoas, e fazer com que essas novas amizades conheçam o meu novo lado, e que gostem de mim pelo que sou, não pelo que mostro ou pelo que dou.
Espero que a partir de agora, todas as vezes que me senti triste, que me senti em baixo, pressionada, com aquele aperto no coração, aquelas dificuldades, espero seriamente, ou melhor, eu quero, quero que tudo isso desapareça, ou se não desaparecer, pelo menos, que não seja tão frequente, porque “sem dificuldades, a vida não teria piada nenhuma”.
A partir de agora a Sara Daniela, que muitos conheceram morreu, deu lugar a uma pessoa completamente diferente, mudei, e isso é a verdade!


P.S.: a todas as pessoas que me quiseram e vêem pelas costas, podem me esquecer, e até podem continuar a odiar-me, estou-me a cagar !

3 comentários:

  1. esse texto ésta lindo irmã ! eu amo-te muiito :c

    ResponderEliminar
  2. amor o texto ta mesmo excelente
    e tes tuda a razao ,caga nessas pessoAS
    pk nos vamos tar aki sempre para ti
    e tu sabes disso

    amo te minhaa rainha
    para sempre do teu lado
    <3

    ResponderEliminar
  3. Podes-me ajudar com a minha renovação? :D Basta vires AQUI.

    Muito obrigada! :)

    ResponderEliminar